Portões basculantes têm bastante sucesso, visto que não demandam tanto espaço quanto portões de correr e, com um belo design, aliam segurança e beleza a qualquer empreendimento.

Mas, você sabe como são fabricados os portões basculantes? Se você ficou curioso (a), veja a seguir as etapas necessárias para que esses portões sejam fabricados até a instalação em sua residência ou comércio.

O que é um portão basculante?

Portão basculante é aquele que, ao ser aberto, fica praticamente na posição horizontal na parte superior. Esses portões podem ter abertura manual ou serem automatizados.

Vantagens de um portão basculante

Os portões basculantes se tornaram bastante populares, justamente por apresentar uma série de vantagens, sobre portões de correr, por exemplo. Veja algumas vantagens desse tipo de portão:

  • Não necessita de grande área externa ou interna, ao contrário de portões de correr ou de abrir;
  • Melhor aproveitamento da área interna do imóvel;
  • Pode ser tanto manual quanto automatizado;
  • Há diferentes estilos possíveis, de cores, desenhos e materiais, o que alia bom gosto ao design do imóvel;
  • Não atrapalha a circulação de pedestres na calçada, justamente pelo portão, ao abrir, ocupar uma área acima e não da calçada em si;
  • Excelente custo-benefício;
  • Oferece bastante segurança ao imóvel.

Como são fabricados os portões basculantes?

Para ter um portão basculante instalado, a maioria das pessoas não tem ideia das etapas desse processo.

1 – Planejamento

O primeiro passo da fabricação é o planejamento. Assim, quando um cliente deseja um portão basculante, é essencial medir a área que esse portão terá.

Afinal, há uma altura mínima necessária (geralmente, os portões têm 2,4 m de altura) e uma largura mínima também, para que veículos possam passar, por exemplo. Assim, geralmente leva-se em consideração uma largura de 1,5 m no mínimo.

No planejamento, também é escolhido o material com o qual aquele portão basculante será feito. Há diversos materiais com os quais um portão basculante pode ser feito. Mas, em geral, opta-se pelo aço galvanizado, por ser um material bastante resistente e leve.

De fato, é essencial que o material escolhido seja resistente à corrosão, mas que também seja leve o suficiente para que o portão consiga ser aberto, sem grande esforço por parte do cliente.

Vale lembrar que há opções de portão basculante automatizado, mas também pode ser um portão manual. Por isso, esse portão não pode ser tão pesado que o cliente não consiga abri-lo manualmente.

No caso de um portão basculante automatizado, é importante que o motor escolhido seja ideal para aquele tamanho de portão e a quantidade de vezes que ele será aberto e fechado durante um dia, os chamados ciclos.

A vantagem da automatização do portão basculante é não necessitar sair do veículo para abri-lo, o que fornece maior segurança e mais conforto ao usuário.

2 – Fabricação do portão

Agora começa a fabricação do portão propriamente dita. Inicia-se pelas caixas laterais. Depois, a soldagem dos suportes das roldanas, travas e tampas inferiores. Também encaixa-se o travessão.

Depois, a tampa superior é soldada, bem como instalados os acessórios.

O portão é praticamente todo montado antes, inclusive, é calculado a altura do ponto de giro, para localizar o encaixe das roldanas.

Na estrutura fixa, é também necessário montar as caixas contrapeso. É importante também observar se os cabos de aço estão ligados na caixa contrapeso.

3 – Testagem

Durante toda a fabricação do portão basculante, diversos testes são realizados, para que quando o portão estiver pronto para ser montado na residência ou comércio do cliente, ele não apresente qualquer falha.

4 – Instalação e testagem

A seguir, um técnico responsável fará a instalação do portão no empreendimento imóvel do cliente. Após a instalação, nova testagem é feita, para que o cliente aprove a instalação, pois, o portão deverá funcionar perfeitamente após a instalação e testagem.

5 – Laudo de instalação

Por último, o técnico emitirá um laudo de instalação do portão, com as informações sobre o modelo e o que foi feito para que a instalação fosse concluída.

Ainda, o técnico também passará informações sobre a manutenção periódica que o portão deverá passar. É essencial que o cliente esteja atento às manutenções, para que a vida útil do portão seja a maior possível.

Gostou do Assunto? Compartilhe com seus amigos!